“Use a tecnologia a seu favor e confie nas pessoas”

SKEMA Talent & Career Day. Um dia cheio de oportunidades, networking e acima de tudo aprendizado para os nossos alunos. Empresas brasileiras, francesas, multinacionais e startups participaram do evento traçando um panorama sobre o impacto da digitalização nas empresas e no mercado de trabalho, as dificuldades e recursos humanos necessários para fazer frente aos desafios do Século 21.

Para Diego Vinaud, Gerente de Produto do Grupo Selpe, o Talent & Career Day foi o primeiro fruto da parceria entre a SKEMA Business School e o Grupo Selpe. O evento foi pensado para tratar das novas habilidades, as novas tecnologias, o futuro do trabalho, como isso vai impactar as novas gerações e como as pessoas se relacionam com o trabalho e as tecnologias. “Hoje está havendo uma mudança de tendência, temos um crescimento muito grande dentro do setor de tecnologia, startups, então, uma nova forma de trabalhar está sendo desenvolvida dentro das startups, junto às habilidades que os jovens podem adquirir e estão construindo dentro da SKEMA.”

Segundo a professora Ana Cristina Gazzola, uma das organizadoras do evento, a ideia é mostrar para os alunos um pouco da realidade do mercado brasileiro e mineiro, dentro de nossa mentalidade de ser “glocal” e ao mesmo tempo preparando-os para atuarem num mundo globalizado.

“Contamos com profissionais vindos de diferentes cidades, São Paulo, Brasília, entre outros. Temos pessoas dos setores público e privado, das áreas da saúde, bancos, fundos de investimento, temos também logística, a parte de transporte, construção. Nós procuramos trazer para nossos alunos uma variedade de indústrias, para que eles tenham uma visão de como é o mercado, e o que esse mercado tem para oferecer.”

O Talent & Career Day foi dividido em quatro painéis com temas transversais entre eles abordando tecnologia e digitalização. O primeiro painel com o título Inovação, Tecnologia e Pessoas contou com a participação de João Vicente (Hermes Pardini), André Chaves (Falconi) e Vinício Stort (BDMG), com a mediação de Robson Barbosa (Grupo Selpe).

Segundo João Vicente, Diretor de TI e Digital do Hermes Pardini, a proximidade entre as empresas e a área acadêmica abre muitas oportunidades. A partir do momento em que trazemos o dia a dia empresarial para os estudantes, eles saem daqui pensando diferente, dispostos a encarar desafios e com mais vontade de estudar, declara o empresário da área de saúde, cujo laboratório é referência em medicina diagnóstica e preventiva, como uma  infraestrutura tecnológica que coloca o laboratório entre os maiores do Brasil. “O Hermes Pardini foi o primeiro laboratório do mundo a disponibilizar para seus clientes os resultados de exames na plataforma facebook.”

O segundo painel teve a presença de Bruno Ribeiro (Barbosa Mello), Juliana Rezende (Localiza), Raquel Viana (Sense 2 Mind), Gláucia Aley (Anglo American), Rodrigo Esteves (Confrapar) que conversaram sobre Carreira e Transformação Digital nas Organizações (Como atrair e reter talentos no mercado de trabalho digital).

Rodrigo Esteves, sócio e diretor da Confrapar, gestora de fundos de investimento em empresas de tecnologia, destaca a importância dos skills esperados no mercado de trabalho. Essas novas habilidades estão relacionadas à engenharia de software e à ciência da computação “Existe uma necessidade premente de skills que são técnicos, principalmente de análise de dados, relacionados à decodificação e à inteligência artificial. É importante que os profissionais conheçam isso, não só superficialmente, mas a fundo.” Segundo o empresário, esses são dois vetores que irão transformar a forma do trabalho. Para ele, continuam sendo muito importantes outros skills como ser capaz de vender, se relacionar com pessoas, trabalhar em equipe etc.

O terceiro painel focou na Profundidade da Transformação Digital e seu Impacto no Mercado de Trabalho. E foi a vez das startups apresentarem seus modelos de negócios e trazerem a experiência disruptiva de novas formas de trabalho como o trabalho remoto, globalizado e baseado na confiança entre os colaboradores. Foram convidados para esse bloco de debate Diego Vinaud (Grupo Selpe), Pedro Vasconcellos (Beer or Coffee), Daniel Oliveira (SKEMA e Beer or Coffee), o alumni SKEMA Maxime Parra (New Trading) e Vitor Coutinho (VayAgora).

Daniel Oliveira, professor da SKEMA, falou sobre o futuro do trabalho e quais as habilidades para entrar nesse ambiente de inovação, seja como empresa ou como estudante.

“Nós somos uma plataforma de soluções em workspace. Basicamente, conectamos empresas aos melhores espaços de trabalho no Brasil e no mundo. Para entrar nesse ambiente dou duas dicas. Primeira, seja curioso, corra atrás dos conteúdos, saiba quais são as habilidades que você mais gosta e quer desenvolver e o que o mercado de trabalho que você quer atuar está requerendo, e aí você pode correr atrás deste conhecimento. E segunda, entenda quais são as tecnologias e as demandas do tempo em que vivemos, então, se informe, use das tecnologias a seu favor e se você é uma empresa, não deixe de confiar em todas as pessoas de sua organização.”

O tema do último painel foi Como Desenvolver uma mentalidade global? O painel foi composto por Henri Pasquier (Vinci Energies), Renata Cho (Deustche Bank), Rodrigo Nicácio (SNEF) e Carlos Abijaodi (CNI), com a intermediação de nossa reitora Geneviève Poulingue. O painel trouxe à tona experiências vividas pelos palestrantes em suas carreiras no mundo corporativo e empresarial em um contexto global. Ter uma mentalidade global é um diferencial, que permite às empresas conquistarem a liderança e competitividade. Desenvolver a capacidade de compreender as pessoas de diferentes origens culturais e lidar com a complexidade de uma economia globalizada é fundamental para se adquirir essa habilidade.

Entre o segundo e terceiro painel, o evento contou com um lounge, que foi um momento em que os alunos tiveram a oportunidade de interagir com as empresas, conversar e fazer perguntas, e até mesmo começar a criar relações com a possibilidade de criar programas de estágio com as empresas participantes do evento. É uma grande oportunidade que a SKEMA tem para oferecer para os alunos.

O encerramento do evento ficou a cargo de Maxime Parra, alumni da SKEMA e fundador no Brasil da New Trading.

Estamos com o processo seletivo para 2020 aberto. Inscreva-se: http://bit.ly/SKEMAinscrições

 

Deixe uma resposta