Meu filho está se formando no ensino médio. Fazer intercâmbio é uma boa opção?

Seus filhos estão completando a importante etapa de se formar no ensino médio e agora vocês estão planejando os próximos passos?

Fazer intercâmbio parece uma boa opção, mas algumas dúvidas, receios e ansiedades estão presentes nessa importante decisão.

Pode respirar aliviado! Vamos dar algumas dicas e você vai perceber que não é esse bicho de sete cabeças que parece ser.

Primeiramente, é muito importante que pai, mãe e filhos entrem juntos nessa jornada e pesquisem tudo sobre o assunto, além de quais as opções disponíveis no mercado e qual é a que mais se adapta as suas expectativas.

A SKEMA Business School é uma escola francesa, que oferece uma proposta diferente, que pode tornar seu filho um profissional requisitado no mundo dos negócios em um tempo muito menor, já que ela une, em seu modelo de formação, a graduação e o intercâmbio, mas vamos falar sobre isso mais à frente.

Agora, vamos conversar sobre as principais dúvidas que devem estar pairando no ar, e ajudar vocês a tomarem essa decisão.

 

Devo esperar meu filho ser maior de idade para deixá-lo estudar no exterior?

Não existe uma idade ideal para fazer intercâmbio, mas é importante que haja a avaliação dos pais com relação ao perfil do filho antes de definir qual o momento certo para essa experiência.

Vale ressaltar que essa avaliação precisa ser feita com cautela e com um uma dose a menos de apego. Tente ver seus filhos como pessoas responsáveis e independentes, e se você acha que ainda falta um pouco disso neles, trabalhe para que essa realidade mude e espere pelo momento ideal, afinal, um intercâmbio será excelente para que eles ganhem essa independência e se tornem mais proativos e adaptáveis a diversos ambientes.

Como já falamos lá em cima, hoje existe a opção para que seus filhos façam uma graduação que tenha o intercâmbio dentro do currículo escolar. Na SKEMA, os alunos estudam 2 anos no país de origem, aprendem a se comunicar em outra língua, desenvolvem habilidades que irão facilitar a adaptação em outros países e empresas do exterior e, aí sim, partem para o intercâmbio. Sempre com o auxílio da universidade desde a acomodação e adaptação em outro país até informações acadêmicas e profissionais.

Por quanto tempo meu filho deve fazer intercâmbio?

O tempo de duração do intercâmbio pode ser de seis meses, um ano ou até dois anos (no caso da SKEMA).

Avaliar questões financeiras é necessário para que a experiência não traga prejuízos ao invés de benefícios e, se depois desse estudo, vocês julgarem que seus filhos devem permanecer um tempo maior, ótimo! Quando mais tempo fora, mais eles aperfeiçoarão a nova língua, se tornarão independentes, plurais, extrovertidos e, claro, maior será a chance de fazer um estágio no exterior.

O importante nesse momento é o diálogo entre pais e filhos e a verificação de cada detalhe, a fim de fazer dessa experiência algo realmente relevante.

Na SKEMA, existe uma preocupação muito grande com cada particularidade, porque é indispensável para a universidade que a chance de estudar no exterior seja excelente para os seus alunos. Por isso, eles trabalham com 5 percursos de mobilidade, dando ao aluno e aos pais a autonomia de escolher para quais países os alunos vão e por quanto tempo ficarão em cada um deles.

 

 

Essa experiência fará mesmo diferença para o meu filho?

Em um mundo globalizado, o mercado de trabalho exige profissionais que pensem fora da caixa. Além disso, trabalhar para desenvolver a independência dos seus filhos é de grande impacto na vida pessoal deles, assim como na acadêmica e profissional.  Os pais têm papel determinante no preparo do filho para o futuro, porque são através deles que os filhos vão se sentir seguros de seguirem seu próprio caminho, e fazer com que ele seja de muito sucesso.

Na SKEMA, seus filhos podem ter um futuro brilhante, porque a faculdade – além de ser reconhecida pelos excelentes resultados globais dos seus cursos de graduação, pós, MBA e mestrado – se preocupa com a vida profissional de seus alunos e possui parceria com grandes empresas, estágios obrigatórios, seminários empresariais, grupos de trabalho para que os alunos vivenciem na prática o mundo corporativo, centro de carreiras e muito mais. Não é à toa que a taxa de empregabilidade chega a 96% para quem estuda na faculdade, garantindo um salário médio anual de 40.000 euros.

 

 

 Qual o curso certo dentre as inúmeras opções?

 

Nesse momento é crucial que haja um diálogo sincero entre pais e filhos, a hora de escolher o curso é um pouco delicada, porque esse momento é decisivo para o futuro do seu filho. Escolher o curso certo possibilitará não somente satisfação pessoal, mas também a chance uma carreira sólida.

Na SKEMA, o curso que acaba de chegar ao Brasil é o Gestão em Negócios Globais, parece um curso um pouco conservador, não é? Mas na verdade, ele é dinâmico, ligado nas tendências da globalização e muito inovador, além de ser uma grande chance, que pode abrir várias portas e se adapta a empresas de diversos segmentos.

O curso na SKEMA é dividido em disciplinas de educação geral, gestão do conhecimento, capacidades globais e, depois, o aluno escolhe a ênfase que ele acha que melhor se adapta às suas expectativas.

 

Agora que você já tirou algumas dúvidas, queremos te apresentar a SKEMA, veja tudo sobre a ela, descubra se ela tem o programa e os benefícios que você espera na universidade que seus filhos viverão um dos momentos mais importante da vida deles.

Acesse! 

 

Deixe uma resposta